Galati Odontologia

Gengivite e Periodontite

      A Gengivite é uma inflamação da gengiva que pode progredir e atingir o osso alveolar, que envolve e segura os dentes. É causada pela placa bacteriana (Bactérias + Restos de Alimentos). Se não for removida diariamente por meio da escovação e do uso do fio dental, a placa bacteriana pode se fixar e as bactérias nela contidas poderão infeccionar não apenas a gengiva e a região ao redor dos dentes, mas acabarão por atingir o tecido abaixo da gengiva e o osso que suporta os dentes. Quando isso acontece a doença passa a se chamar Periodontite e as bactérias podem fazer com que os dentes fiquem abalados, caiam ou tenham que ser removidos pelo Cirurgião-Dentista.Além de uma correta higiene bucal, profilaxias (raspagem e limpeza) devem ser realizadas a cada seis meses a fim de prevenir maiores problemas.

Cirurgia Plástica Gengival

       Existem algumas pessoas que ao sorrir, mostram mais a gengiva que os dentes, prejudicando bastante a estética do sorriso e a harmonia de toda a boca.

       O sorriso gengival, como é chamado, é motivo de desconforto para diversas pessoas, mas poucos sabem que ele possui tratamento. A Gengivoplastia e a Gengivectomia são procedimentos cirúrgico-odontológicos que tem como finalidade refazer o contorno da gengiva nos dentes e geralmente são realizadas no consultório odontológico.

      As deformações gengivais nem sempre apresentam excessos, ás vezes é necessário a reconstrução de áreas que possuem pouca gengiva utilizando enxertos de gengiva.​

Retração Gengival

      É o deslocamento da gengiva, provocando a exposição da raiz do dente, levando a uma estética deficiente e alta sensibilidade a frio. Isso pode ocorrer em um só dente ou em vários.
           Existem várias causas:

-traumatismo por escovação (fricção exagerada com escova de cerdas duras);

-inflamação da gengiva pela presença da placa bacteriana;

-trauma oclusal (forças excessivas sobre o dente causadas por má posição dentária ou por restaurações “altas”);

– restaurações mal adaptadas na região gengival;

-posição alta dos freios labiais e lingual;

-movimentos ortodônticos;

-dentes apinhados (encavalados);

-pouca espessura do osso que recobre a raiz.​

​       Deve-se usar escovas de cerdas macias, com creme dental pouco abrasivo. De preferência, usar um creme dental especialmente formulado para ajudar a reduzir a sensibilidade dentária e fazer bochechos com flúor.

       Em alguns casos é necessário recobrir a área exposta com resina, consultas periódicas ao dentista ajudam bastante na prevenção do problema, pois se for diagnosticado no início, evita que a situação se agrave. Associado ao tratamento é muito importante que os fatores que causam a retração sejam removidos.